quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Escrita Criativa- "Um dia estava no laboratório de físico-química e algo correu mal.

UMA AULA MUITO EXPLOSIVA

Numa sexta-feira às 11:45 como era normal fui para a aula de físico-química. Como era a última aula do dia era sempre muito agitada e eu nunca me conseguia concentrar naquilo que fazia, não punha a quantidade certa de químicos nas experiências e nunca me corria nada bem. Então naquela sexta-feira ainda correu pior, eu tinha inventado uma receita para produzir um gás parecido ao hélio e pedi ao professor para fazê-la na aula e ele até disse que calhou bem porque não tinha preparado nada para aquele dia, e aí eu comecei a pôr mãos à obra.
Pus uma colher de chá de fermento para culinária, uma colher de sopa de bicarbonato de sódio, 100ml de vinagre, 25ml de azeite, 50ml de álcool etílico, 5 gotas de água oxigenada e por último 75ml de acetona, pus a mistura ao lume, e de repente…
BOOOOOOM explodiu e incendiou-se e todos os alunos tiveram que evacuar a escola, mas o que aconteceu de engraçado foi que todas as pessoas que estavam no laboratório ficaram com a voz muito aguda durante alguns minutos e o que aconteceu de menos engraçado foi que o laboratório ficou totalmente destruído, o professor foi despedido e eu fui suspenso por 1 mês.  

Tiago Mendes 6ºJ

Escrita Criativa -Oh! Não! Alguma coisa correu mal no laboratório

A desarrumação no laboratório

Não é que o antídoto explodiu com a mesa principal? E agora o que vamos fazer?
-Ó João! -gritou ele-vem cá ajudar-me, que isto está mau.
-Que é Manuel? -perguntou o João.
-Não vês como isto está? Também não vês nada! -refilou o Manuel.
-Oh, claro que vejo não é, mas queres que faça o quê? -voltou o João a perguntar.
-Quero que me ajudes! -diz o Manuel, começando a ficar zangado.
-Vamos lá então diz o João.
O João e o Manuel juntaram-se os dois e fizeram as limpezas ao laboratório.
Enquanto estavam a limpar encontraram um rato.
-Manuel, Manuel. -gritou o João.
-Que foi agora? -perguntou o Manuel.
-Olha um rato! -diz o João.
-Que bonito! -diz o Manuel.
-Vamos ficar com ele diz o João decidido.
E assim uma linda aventura a limparem o laboratório fizeram, um novo amigo, que se chamava ratinho fofinho.
E o melhor de tudo é que esse amigo falava.

O João e o Manuel ficaram muito admiráveis e contentes.

Fabiana Silva 6ºD

Carta ao ídolo

Torre da Marinha, 18 de Fevereiro de 2014

Olá Spongebob,

 Finalmente descobri a tua morada!
Há tanto tempo que ando para te escrever mas só agora é que descobrir a tua morada.
Vi todos os teus 1053 episódios, de todas as tuas 13 temporadas. És muito cómico e o Patrick também.
Gosto muito de todos os teus episódios até aquele que tu e o Patrick quase morriam.
És muito animador e espero que continues assim.
Os teus hambúrgueres suculentos fazem-me “crescer água na boca”.
Já agora como está a correr a escola de condução? Já passaste no exame?
Um abraço do teu amigo.

Tiago Mendes


P.S. Não me esqueci de pôr esta carta num saco especial para não chegar aí abaixo toda desfeita.


Escrita Criativa.- Parecia uma manhã de segunda-feira como todas as outras,mas...

Uma aula que mudou tudo

Aquela segunda-feira iria ser muito diferente das outras.
Como habitualmente, acordei com o som estridente do despertador! Comecei logo o dia aborrecida, pois o fim de semana já acabara e esperava-me mais uma semana de escola!
Todos os dias a mesma correria, mas naquele dia apetecia-me ficar mais um bocadinho na cama. Ainda por cima estava a chover torrencialmente! Quem é que tinha vontade de ir trabalhar com um dia desses? Será que S.Pedro, tinha perdido as chaves e agora não parava de chover?!
Eu, por mim, já estava farta da chuva.
Mas a chuva não podia ser pretexto para faltar às aulas! Tinha mesmo de me levantar para ir cumprir as minhas obrigações.
Afinal toda a gente tem de trabalhar e os meus pais já há muito tempo que tinham saído.
Despachei-me à pressa e saí de casa.
Pensava que tudo ia correr bem, mas à entrada da escola reparei que me tinha esquecido do cartão. Logo agora que tinha decidido portar-me bem! Estava aflita, mas ao ver-me tão preocupada, a funcionária deixou-me entrar.
Estava salva!
Dirigi-me para a sala e esperava-me uma grande surpresa…A professora decidira que a aula ia ser muito diferente do habitual.
A sala de aula estava toda decorada com frases de amor nas paredes, corações de cartolina e no chão uma grande manta convidava-nos a sentarmo-nos no chão. Havia livros por toda a parte, para todos os gostos.
Era um convite para sonhar.
Cada aluno escolheu o livro que quis e leu pelo prazer de ler.
Aquela segunda-feira foi mesmo diferente! Não apetecia sair daquela aula e nunca ler me soube tão bem!

Fabiana Silva 6ºD


quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Escrita Criativa: Parecia uma manhã de segunda-feira mas…




…não era uma manhã de segunda feira como as outra. Naquele dia a minha vida iria mudar por completo.
Nesse dia, tinha de ir buscar a minha prima ao aeroporto, pois ela chegava de Inglaterra.
Fui de mota até ao aeroporto, vagueando pelas ruas de Lisboa.
Ao chegar ao aeroporto, sentei-me num banco e para passar o tempo comecei a desenhar. Enquanto estava distraída a desenhar, oiço uma voz a dizer:
- Desenha muito bem!
Quando olhei para cima, vi uma das maiores estilistas portuguesas.
-Ah, obrigada- respondi atrapalhada
E já agora uma curiosidade, porque está a desenhar roupa em vez de paisagens ou até mesmo um retrato?
- Porque gosto de ver as pessoas bonitas e é um dos meus maiores sonhos. Um dia vir a ser estilista.
- E que planos está a fazer para realizar esse sonho?
- Na verdade nunca mostrei os meus desenhos a ninguém, porque achei que nem fossem muitos bons.
- Mas como especialista no assunto, devo dizer-te que são muito bons. E quero aproveitar a oportunidade para te oferecer estágio no meu atelier. Deixo-te o meu cartão com o meu número e pensa bem.
- Nem é preciso! Digo-lhe já que sim!
Entretanto a minha prima chegou.
A manhã de segunda-feira que parecia ser normal, foi a manhã que transformou a minha vida!
Inês Capelinha nº7 6ºD

Contos Policiais: O Caso Do Roubo No Laboratório



O Dr.Resolvetudo e o seu filho estavam no escritório a ver as notícias,quando receberam uma chamada importante do cientista Heinz que fora assaltado na noite anterior por volta das 7:30 da manhã.Ao que parece roubaram-lhe documentos ultrasecretos.

O Dr. Resolvetudo e o filho foram imediatamente para lá e o seu filho começou a investigar enquanto ele interrogava o Dr. Heinz.

-Onde estava ontem às 7:30 da manhã,quando o assalto decorreu?-perguntou o Dr. Resolvetudo  com um ar ameaçador.

-Estava em casa a organizar as minhas fórmulas para quando fosse para o laboratório-respondeu assustado.

E a que horas costuma vir?-continua.
-Às 8:30 da manhã-responde.
-A que horas costuma abrir o cofre?-continua o Dr. Resolvetudo interrogado.

-Às 10:00 da manhã e às 20:00 da noite.
-Caso resolvido, foi você, o cofre é seu só pode ter sido você.-diz confiante o Dr. Resolvetudo.
Júnior,o filho do Dr.Resolvetudo,ouvindo a conversa,interfere:

-Não foi ele,por que havia ele de roubar os seus próprios documentos e para além disso podem haver mais pessoas com acesso ao cofre.

-Tens razão filho-continua-pode ter sido qualquer um destes trabalhadores...Então Heinz...
-Para si é Dr. Heinz-interrompe.
-Está bem.Heinz,Dr. Heinz,vai tudo dar ao mesmo...enfim,Heinz,quem mais tem acesso ao cofre?

-Bem,tenho eu,Dr, Heinz, a minha assistente Charlotte e o meu filho Benjamim,de resto mais ninguém tem acesso.

-Então vamos lá conversar com essa tal Charlotte-disse decidido o Dr.Resolvetudo.
-Boa tarde,menina Charlotte,posso fazer-lhe umas perguntas?
-Sim,claro.-disse com uma voz doce e suave.
-Então onde esteve ontem às 7:30 da manhã?
-Estive em casa do John,o meu namorado,até às 9:00 da manhã,porque é a essa hora que eu entro.
-Interessante-exclama interrogado-segundo o que esse tal John me disse não estiveste lá às 7:30 da manhã.
-Como assim não estive lá?-grita Charlotte que começava a ficar preocupada-eu estive lá e pode perguntar aos vizinhos.
-Eu não disse que não esteve lá, disse que não esteve lá às 7:30 da manhã,segundo o que me disse esse tal John  você saiu entre as 7:00 e as 8:00 da manhã. Bem, parece óbvio, foi você, está presa, caso encerrado.-diz confiante o Dr, Resolvetudo.
-Não, não, não- interrompe outra vez o Júnior-  estas impressões digitais estão borradas,mas vê-se perfeitamente que não são de mulher mas sim de homem ou rapaz.
-Tens razão filho,vamos então interrogar esse tal Benjamim.
 Chegando ao escritório de Benjamim,o Dr. Resolvetudo logo começou com as mesmas perguntas.
-Onde estavas às 7:30 da manhã de ontem?
-Nas bombas de gasolina-respondeu Benjamim que começava a ficar preocupado.
-De certeza?eu não vejo o teu nome no registo.
-P-Pois, n-não s-sei--responde Benjamim a gaguejar.
-Bem, ainda não temos provas de que foste tu ,por isso só quando conseguirmos ler as impressões é que teremos provas.Vais ter muito tempo para pensar entretanto.
 Aflito, nessa noite, Benjamim foi ao laboratório para apagar as impressões digitais que tinha deixado.
Infelizmente foi apanhado de surpresa pelo Dr. Resolvetudo e o filho que estavam no laboratório a investigar.
Quando o Dr. Heinz chegou não hesitou em perguntar:
-Filho porque fizeste isso?
-Pai, não foi com más intenções.Eu queria acabar as tuas fórmulas para que pensasses que eu sou um cientista,como tu.
-Para mim basta seres quem és,não tens que mudar nada em ti.-responde Heinz com os olhos em lágrimas.
-Pai, temos mais um caso para resolver.-interrompe Júnior.
E lá foram eles em mais uma das suas aventuras.


Tatiana Cavalheiro 6ºD Nº17

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

FELIZ Dia de São Valentim


Hoje é o dia de São Valentim! Mas quem é esse tal Valentim????
São Valentim,é um santo reconhecido pela Igreja Católica e igrejas orientais que dá nome ao Dia dos Namorados em muitos países, onde celebram o Dia de São Valentim. O nome refere-se a pelo menos três santos martirizados na Roma antiga.
O imperador Cláudio II, durante seu governo , proibiu a realização de casamentos em seu reino, com o objectivo de formar um grande e poderoso exército. Cláudio acreditava que os jovens, se não tivessem família, alistar-se-iam com maior facilidade. No entanto, um bisporomano continuou a celebrar casamentos, mesmo com a proibição do imperador. Seu nome era Valentim e as cerimónias eram realizadas em segredo. A prática foi descoberta e Valentim foi preso e condenado à morte. Enquanto estava preso, muitos jovens jogavam flores e bilhetes dizendo que os jovens ainda acreditavam no amor. Entre as pessoas que jogaram mensagens ao bispo estava uma jovem cega, Artérias, filha do carcereiro, a qual conseguiu a permissão do pai para visitar Valentim. Os dois acabaram apaixonando-se e, milagrosamente, a jovem recuperou a visão. O bispo chegou a escrever uma carta de amor para a jovem com a seguinte assinatura: “de seu Valentim”, expressão ainda hoje utilizada. Valentim foi decapitado em 14 de Fevereiro de 270.
Entretanto, desde 1799 sua data não é mais celebrada oficialmente pela Igreja Católica em função da precariedade de comprovações históricas que levam em questão até mesmo a sua existência. assim ele e considerado o santo do dia dos namorados e também do dia dos amigos.
artigo retirado de http://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A3o_Valentim ,consultado no dia 14 de fevereiro de 2014


A Palavra AMO-TE em diferentes línguas.
Je t'aime
I love you
Lief vir jou
Ich liebe dich
Люблю цябе
Обичам те
爱你
Rakastan sinua
Elsker dig
Te quiero
รักคุณ
Mīlu tevi
Ti amo
Люблю тебя

domingo, 9 de fevereiro de 2014

Trabalhos o 6ºJ e do 6ºD para o Dia dos Afetos
























Exposição de advinhas e expressões idiomáticas

Os meus alunos e os alunos da professora Isabel Preto fizeram uns trabalhos tão giros que decidimos juntá-los aos da atividade "Advinha, Advinha" promovida pelo CRE e pela CMS.

Nesta atividade pegámos em davinhas e expressões idiomáticas e ilustramo-las.... Oram vejam...











terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Escrita criativa 6ºJ: "Imagina que acordaste numa ilha deserta"

Acordei, olhei para os lados e não vi ninguém, só água por todo o lado. Apercebi-me que estava numa ilha deseerta. Tinha de arranjar alguma coisa para comer e para beber. Decidi dar uma volta à ilha para me certificar que não havia animais selvagens e perigosos. 
ao longe avistei uma árvore enorme e fui verificar se tinha algum fruto para comer. Cheguei perto da árvore e vi que os frutos estavam muito altos e eu não chegava lá. Comecei a pensar no que haveria de fazer. como não conseguia subir à árvore, procurei paus muito grandes para abaná-la, mas eram muito pesados e acabei por desitir de abanar a árvore e de colher os seus frutos.
Depois encontrei um lago de água doce e bebi um pouco. 
Mais à frente encontrei um macaco a comer bananas de uma bananeira, tentei tirar-lhe um cacho de bananas sem ele ver. Quando o apanhei distrído, zás, roubei-lhe as bananas e saciei a minha fome.
Quando terminei de comer as bananas, olhei para a frente e avistei um barco de pesca. 
Acenei e gritei, gritei e acenei, mas eles não viram! 
Então comecei a atirar-lhes cascas de bananas e eles olharam. Finalmente vinham salvar-me!
E assim terminou a minha aventura na ilha deserta. 

T.M 6ºJ

********************************************************************************

Sentia-me molhado e com o corpo gelado, mas continuava a dormitar. ao longe comecei a ouvir uns barulhos estranhos.
A custo abri os olhos e fiquei confuso. Só via água e mais água, e mais água e água... Pensei " ESTOU NUMA ILHA DESERTA".
Gritei e gritei e voltei a GRITAAAAARRRR, mas ninguém veio em meu auxílio.
Estava sozinho e tinha de sobreviver.
Caminhei lentamente pela ilha e conclui que era pequena.
A minha primeira tarefa era fazer um abrigo. Comecei à procura de restos de barcos e ramos de árvores. Estava a fazer a minha casa, quando, de repente senti algo a subir pela minha perna. Olhei e quase desmaiei... Era uma COBRA gigantesca com uma lingua GIGANTESCA de fora!
Nem tive tempo para pensar. Peguei na tábua que tinha uns pregos e.... TRÁS, PÁS, TUMBA, TOMA, ZÁS PÁS... bati na cobra com toda a força que tinha.
A cobra era muito forte e tentava morder-me o braço.
Ai tive outra ideia!!! Como junto a mim estava uma lata velha, peguei nela e enfiei-a na cabeça da cobra e com a outra mão bati-lhe com a tábua até ela morrer.
Sentei-me no chão e disse para os meus botões de naufrago: 
- Esta foi a minha primeira aventura nesta ilha deserta! Muitas virão!!!

A. L 6ºJ

O Lobato 1ºperíodo

Esta foi a capa do jornal da nossa escola no 1º período... 
Um jornal alegre, colorido e divertido, onde estão trabalhos realizados pelos alunos do agrupamento e atividades das várias escolas.
Conta também com uma entrevista à diretora da escola, feita pelos alunos do 6ºD, juntamente com a minha querida colega a professora Isabel Preto.

Um escritor na nossa escola!!!

No dia 03 de fevereiro, a Escola Pedro Eanes Lobato recebeu a escritora que deu vida à personagem TEODORA.

Luísa Fortes da Cunha veio apresentar esta personagem mágica que tão bem caracteriza os seus livros. Falou-nos como surgiu esta vontade de escrever, como surgiu Teodora e de onde lhe vem tanta imaginação.

após 45 minutos de conversa passou-se aos autógrafos... E até eu recebi dois livros autografados...

A autora
Luísa Fortes da Cunha (Vila Franca de Xira, 13 de Novembro de 1959) é uma escritora portuguesa.
Licenciou-se em Educação Física, pelo Instituto Nacional de Educação Física, em 1987, e recebeu uma bolsa de estudo do Conselho da Europa, em 1990, tendo estagiado em Estrasburgo. Em 1998 obteve o mestrado em Gestão da Formação Desportiva, pela Faculdade de Motricidade Humana. Autora de inúmeras publicações científicas e artigos sobre segurança desportiva infantil, estreou-se na literatura infanto-juvenis com Teodora e o Segredo da Esfinge, livros que atingiram um significativo sucesso de popularidade entre as crianças e os jovens
Neste momento além de escritora também professora na Escola Camilo Castelo Branco em Carnaxide.


As suas obras
  • 2002: Teodora e o Segredo da Esfinge
  • 2002: Teodora e a Poção Secreta
  • 2003: Teodora e os Três Potes Mágicos
  • 2003: Teodora e o Livro dos Feitiços
  • 2004: Teodora e o Caldeirão Sagrado
  • 2004: Teodora e as estátuas Misteriosas
  • 2005: Teodora e a Ilha Invisível
  • 2006: Teodora e o Relógio Mágico
  • 2007: Teodora e os Anéis Lendários
  • 2007: Teodora e o Mistério do Vulcão
  • 2008: Teodora e o Segredo do Manuscrito Chinês
  • 2010: Teodora e a Pedra de Âmbar
  • 2011: Teodora e a Espada Lendária

"A Aventura de Ulisses" por Cultural Kids





Na 3ªfeira dia 28 de janeiro, alguns alunos da Escola Pedro Eanes Lobato, rumaram até ao Auditório do Colégio Pedro Arrupe para assistirem à peça "As Aventuras de Ulisses".
Apesar da chuva foi uma tarde diferente e bem passada!

Trabalhos do 6ºA - Ler por prazer




Os meus alunos trazem sempre um livro na mochila. Quando terminam uma atividade, retiram o livro e fazem leitura autónoma... Depois fazem um trabalho sobre os livros que leram... Daí resultam os trabalhos LER POR PRAZER...

São textos de opinião, fichas de leitura, biografia de autores, descrição da(s) personagem(ns) principal(ais), resumos da parte que mais lhes interessou... O imporatante é cirar o gosto pela leitura!

Aqui ficam alguns trabalhos...


As gémeas no colégio de Santa Clara

    A minha personagem favorita chama-se Patrícia.  A Patrícia é uma das duas gémeas. Ela é atrevida, brincalhona e faz muitas asneiras, mas no entanto é simpática e um bocadinho responsável.

     Tem o cabelo castanho aos caracóis, não muito grande, olhos verdes azulados, é alta e magra .

A Isabel também é querida, simpática, atrevida…

Elas são iguaizinhas física e psicologicamente, talvez a Isabel seja um pouco mais tímida, mas pronto.

  Elas até ficam giras de farda.

  Eu gostei muito deste livro é giro, divertido e é o meu livro preferido até agora!

    
 Mª do Carmo de Almeida Faria Parreira Cano 6ºA Nº19

*********************************************************************************


Um menino diferente

O Afonso é um menino diferente pois não é igual aos outros, ele tem um dom. Afonso é capas de descobrir coisas impossíveis de encontrar, tais como: moedas, rebuçados, botões, lápis de cor e tantos outros tesouros que só quem gatinha com a facilidade do Afonso é capas de descobrir debaixo dos móveis.

          Porque será que o Afonso é um menino diferente?

Eu acho que o livro «Um menino diferente» é um livro especial pois ensina-nos que nunca deve-mos por de parte uma pessoa que são diferente de nós, porque todos tem sentimentos e não temos direito de gozar com os outros só por serem diferentes, pois todos temos o direito de ir à escola sem sentir-mos que estamos a ser gozados. Nesta história à um menino que não consegue ver mas que é capas de fazer coisas que mais ninguém consegue, ele é especial. No início foi gozado mas no fim toda a gente percebeu que Afonso era especial.

As pessoas que visitavam a família do Afonso não só gostavam dele mas também brincam e oferecem prendas a Afonso.

 Mafalda Amaral 6ºAnº18


*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*


 Biografia de Enid Blyton:Biografia


A Sra.Enid nasceu a 11 de Agosto de 1897, em Lordship Lane, em Londres.

Foi uma apreciadora da história natural e aprendeu tudo sobre natureza, animais, insetos, aves e plantas com o seu pai. Também gostava muito de ler e com o apoio do seu pai começou a inventar as suas próprias histórias.

Aos 19 anos Enid decidiu que queria estudar para professora. Foi nessa altura que começou a escrever de uma maneira mais séria, nas horas vagas.

No Verão de 1922 Enid publicou o seu primeiro livro, uma coleção dos seus poemas.

Em 1924, casou com Hugo Pollock, e em 1926 mudaram-se para uma localidade chamada Elfin  Cottage, e foi aí que comprou o seu primeiro animal doméstico, um cão chamado Bobs.

Em 1929 Enid e Hugh voltaram a mudar-se, para uma quinta chamada Old Thatch e foi aí que nasceram as suas duas filhas, Gilliam em 1931 e Imogen em 1935.

Em 1938 Enid escreveu a “Ilha Secreta”, uma aventura com João, Miguel,Margarida e Nora:

Mas o seu maior êxito foi sem dúvida as histórias “Os Cinco”. O primeiro livro foi “Os cinco na Ilha do Tesouro”em 1942.

Escreveu também outas séries como a “Aventura”, “Mistério”, “Clube Dos Sete”, “As Gémeas” e também uma personagem muito conhecida ainda hoje: “O Noddy”

Enid Blyton Morreu em 28 de Novembro de 1968, com mais de 700 livros escritos e perto de 5000 contos.

Porque é que os livros dela se vendiam tanto? Porque ela sabia o que as crianças e os jovens gostavam de ler , eram histórias onde os adultos não chateavam as crianças e onde as crianças podiam fazer tudo o que quisessem: explorar túneis secretos, acampar, descobrir mistérios e procurar tesouros. São histórias que têm sempre um final feliz.
Alexandre Coutinho 5ºF nº2